03
Jun 09

   Hidrocefalia está associado ao aparecimento de Spina Bifida. Pode ser caracterizado, de forma genérica, pela acumulação de líquido cefalorraquidiano (LCR) no interior da cavidade craniana. O líquido cefalorraquidiano passa, no cérebro, de um ventrículo para o seguinte (existem, ao todo, quatro) através de canais relativamente estreitos, circulando depois na superfície do cérebro e sendo, finalmente, absorvido pela sistema sanguíneo. Existe ainda uma parte do líquido que circula ao longo da medula espinhal.

   Possíveis sinais de bloqueio agudo da derivação podem incluir vómitos, dores de cabeça, tonturas, sensibilidade à luz e outros distúrbios visuais. Possíveis sinais de bloqueio crónico da derivação podem incluir fadiga, mal estar geral, problemas percepto-visuais, mudanças de humor e diminuição do rendimento escolar.

 

  

   Consequências

   Podem surgir dificuldades de aprendizagem associadas à hidrocefalia tais como problemas de concentração, raciocínio e de memória de curto prazo. A hidrocefalia pode ainda resultar em problemas mais subtis como problemas de coordenação e na capacidade de motivação e organização.

   Efeitos físicos como problemas de visão e puberdade precoce também podem ocorrer. Muitos  destes efeitos podem ser compensados através de estratégias de ensino ou tratamento adequado.

   O aparecimento de Spina Bifida que, como já se referiu, está normalmente associado ao aparecimento de Hidrocefalia.

   A  grande prematuridade dos bebés que, ao nascerem antes do tempo considerado normal, correm o risco de desenvolver esta patologia. 

 

 

publicado por doencasneurologicas às 21:21

Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


arquivos
subscrever feeds

pesquisar
 
blogs SAPO