03
Jun 09

 

 

Hemiparesia é a paralisia parcial de um lado do corpo. Geralmente é causado por lesões da área corticospinal que corre abaixo dos neurónios corticais do lobo frontal para os neurónios motores da coluna vertebral e é responsável pelos movimentos dos músculos do corpo e seus membros.

   Na hemiparésia espástica são observadas alterações do movimento num hemicorpo, como por exemplo, perna e braço direitos, sendo, na maioria dos casos, o membro superior o mais afectado. As causas mais frequentes deste quadro motor são alguns tipos de malformação cerebral, acidentes vasculares ocorridos ainda na vida intra-uterina e traumatismos crânio-encefálicos. As crianças com este tipo de envolvimento apresentam bom prognóstico motor e adquirem marcha independente. Algumas apresentam um distúrbio sensorial que impede ou dificulta o reconhecimento de formas e texturas com a mão do lado da hemiparésia. Estas crianças têm muito mais dificuldade para usar a mão.

   As crianças com espasticidade tendem a desenvolver deformidades articulares porque o músculo espástico não tem crescimento normal. Flexão e rotação interna da anca, flexão dos joelhos e pé equino são as deformidades mais usuais nas crianças que adquirem marcha.

   Este quadro é acompanhado de uma exacerbação dos reflexos, e da presença do Sinal de Babinski. As crianças apresentam uma postura de semi-flexão do membro superior, permanecendo o membro inferior em extensão, adução e com pé-equino. Aquando o diagnóstico desta situação clínica, é usual encontrar problemas associados, como a epilepsia e o atraso mental.

 

publicado por doencasneurologicas às 20:13

comentários:
Tenho 38 anos, nasci com hemiparesia direita, naquela época não se sabiam explicar direito e nem os tratamentos, minha família também não entendia, . Os médicos falavam que eu não iria aprender nada. Bem, fiz todo o ensino, me formei, trabalho , tenho a minha casa. Tenho dificuldades da locomoção sim, várias quedas, pois de vez em quando a minha perna desliga e perco a força, fiz tomografia e foi verificado onde foi afetado, e a perca da força derrepende, segundo os médicos é tipo um movimento involuntário. Eu só posso dizer aos pais aqui que apoiem seus filhos, dê força a eles. Não tive muito apoio familiar nesta questão, porém tenho conquistado tudo o que quero , recentemente a minha carteira de motorista com carro adaptado.
Carla a 12 de Janeiro de 2016 às 13:57

Tenho um irmão com hemeparesia do lado esquerdo, quando foi descoberto antes do prmeiro no de vida, pois ele so chorava e mal se movimentava, meus pais estranharam e após notificados da hemiparesia..o médico disse que dificilmente ele poderia andar ou falar, e receitou muita fisioterapia.
Mas com o passar dos anos, ele foi se desenvolvendo, tem muitas dificuldades do lado esquerdo, principalmente com os movimentos da mão esquerda, e a perna também é um pouquinho mais curta que a direita, e ele toma remedio controlado, pois sempre sofreu com convulsões...porém aos poucos estamos acertando a medicação e ele tem melhorado, e quanto a personalidade dele, é mais inteligente do que eu e nosso irmão mais novo (tenho 21, ele 19 e o mais novo 17), terminou o Ens. Médio e também ja fez um curso básico de Inglês, adora ler e desenhar. Apesar de ter uma mentalidade de uma criança de 9..10 anos, ele é muito inteligente sim e não se abate fácil pelos seus problemas, é meu exemplo de superação.
Anderson Junior a 15 de Janeiro de 2016 às 18:12

Tenho uma filha de 10 anos que é canhota, porém o que me chama a atenção é a extrema dificuldade que ela possui em manipular qualquer objeto com a mão direta. Já inclusive conversei com o pediatra que disse ser normal, disse para estimular em casa, mas não sinto progresso, além de ela estar se incomodando com essa diferença... É característico de algum dos casos citados a cima? (O problema se limita mão)
Vanessa Fernandes a 7 de Agosto de 2017 às 13:04

Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30



pesquisar
 
blogs SAPO